MBA no Saara

O assunto de hoje era at outro. Mas no dava para deixar uma histria to rica perdidinha nos comentrios de ontem.

Estou falando do corredor-ambulante Paulo Asano. Maratonista dos bons (est beliscando o sub-3), Paulo resolveu montar sua barraquinha no km 35 da maratona de SP. Oferecia refrigerante e gua gelada. Tudo bem barato. De graa. Qualquer sorriso pagava a conta. Paulo levou um funcionrio especial para a empreitada. O filho Paulinho era quem mais distribuia a hidratao aos corredores que se arrastavam sob um sol de mais de 30 graus. Fora os gritos de incentivo e as centenas de highfives dadas de brinde.

Eu me lembrei na hora de Fiori, "lenda viva" do Clube Pinheiros. Outro maratonista da pesada que costuma montar sua banquinha de frutas no final da maratona de SP e leva a famlia para ajudar no apoio aos maratonistas extenuados.

Olha, no pouca coisa. Tem a algo muito especial. Uma solidariedade um tanto rara de se ver no nosso mundo individualista. No caso do Paulo, ento, algo mais especial. Botou o filho pequeno no sol em um domingo. Ficaram das 10h da manh at 13 horas, quando o "estoque" acabou. Poderiam estar no shopping comendo hambrgueres, se preparando para ir ao cinema... Estavam ajudando os outros. Paulo, no fundo, estava educando o filho. Um MBA de vida, ao que parece muito bem assimilado pelo aluninho. E encerro com a frase do moleque. "Pai,. trouxemos pouca coisa... da prxima vez vamos caprichar, t?"


Saara Marathon

S faltou a areia. Porque o calor foi parecido. Maratona de SP, mas podem me chamar de Saara Marathon. Largar perto de 24 graus invivel. Passar de 30 graus, insanidade. Resolvi ver com minhas prprias pernas e dei um trotinho no Ibirapuera na manh deste domingo pelas 10 horas da manh, hora em que os primeiros colocados chegavam. Termmetro marcando 29 graus naquele instante. Piorou depois.

Os quenianos chegaram bem e fizeram tempos incrveis. Conseguir um 2h14min naquela lua um feito. Mas e o resto? E a hidratao no meio da prova? Relatos de problemas ou deu para suportar?

Hoje eu pergunto. Mas do que eu vi, socorro. No d para correr maratona nessas condies.

Contem a, por favor. Como foi a Saara Marathon?

Fotos: MidiaSport/divulgao (chegadas da Maratona de So Paulo), www.runnersworld.com e reproduo

publicidade
SobreAutor
Srgio Xavier Filho j correu de tudo. Do cachorro, da me que o obrigava a fazer o dever de casa, dos colegas maiores. Depois aprendeu a correr melhor, vieram as meias, nove maratonas e outras provas malucas mundo afora. Aos 47 anos, dirige Playboy e Men's Health da Editora Abril, alm de ser colunista da Runner's World e da Placar. Escreveu "Operao Portuga", "Correria" e comenta na Bandnews FM. Dedilha ainda umas coisinhas pelo @sxrunners no Twitter. Seu email o sxavier@abril.com.br.
PostsAntigos
África do Sul | Alemanha | Austrália/Nova Zelândia | Espanha | Estados Unidos | França | Holanda/Bélgica | Itália | Polônia | Reino Unido | Suécia